sábado, 20 de janeiro de 2018

Notícia

Maurinho Monteiro

Buenas Gauchada amiga!  Estamos iniciando os trabalhos do ano de 2018 e com muita alegria abro as porteiras de 2018 contando um pouco da historia desse grande poeta da musica de baile do Rio grande do Sul.

Maurinho Monteiro nasceu no dia 10 de agosto de 1956 na comunidade de Gramadinho, interior da cidade de marau Rio Grande do Sul, filho do agricultor Jose Maria Monteiro e da professora Antonieta Roveda Monteiro.  Viveu sua infância no meio rural e seu gosto pela música começou cedo, já com nove anos aprendeu a tocar o acordeom com seu irmão Agenor,
aos 10 anos juntamente com seu professor de música, ambos já tocavam bailes e tardes dançantes por toda a região da sua cidade, ficando conhecido como Pequeno Maurinho.

Maurinho participou quando menino de vários programas de rádios, entre eles o programa: Repontando as Tradições, transmitido pela rádio Alvorada da sua cidade de Marau, também foi gaiteiro das invernadas artísticas do CTG Felipe Portinho.


Em 1985 foi um dos fundadores do extinto grupo Fandango, onde por mais de 10 anos o grupo realizou vários trabalhos, gravados em LPS e CDS, conquistou muito sucesso e viajou pelos estados do Rio Grande do sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul, levando a sua cordeona e a autêntica música gaúcha.

Em 1996 Maurinho formou uma dupla com cantor Ronaldo Ruas chamado Maurinho & Pelego, surgindo assim o grupo Os Parceiros, grupo este que até hoje é conhecido em todo o sul do país pelo belo trabalho que realizou em defesa da música do sul do país.

Hoje aos 51 anos de carreira o músico Maurinho, já gravou 4 LPS e 10 cds, suas composições ultrapassam a marca de 500, algumas em parcerias com grandes colegas músicos, suas obras também já foram gravadas por vários artistas gaúchos entre eles: Os Monarcas, Os Nativos, Porca Véia, Xiru Missioneiro e entre outros.

Maurinho também já escreveu um livro de poesias, além de participar de vários projetos culturais da sua cidade e também do estado do Rio Grande do Sul.            

Rodrigo Alves

No balcão do Bolicho

Meu nome é Rodrigo Alves Krieguer , tenho 31 anos. Sou filho da Senhora Maria Elísia Alves dos Santos e do Senhor Evaldo de Lima Krieguer. Sou o primogênito. O gosto pelos costumes e pela música do Sul do país me incentivou a iniciar hoje a coluna. No balcão do Bolicho, onde toda a semana será apresentando o trabalho e a história um artista, de uma banda, um conjunto ou grupo musical do sul.