quarta, 20 de setembro de 2017

Notícia

Setembro Amarelo

Falar é a melhor solução! Este foi o slogan da campanha Setembro Amarelo. Para algumas pessoas os problemas do trabalho podem interferir até mesmo na vontade de viver!

O título pode ser um pouco pesado. Mas como o slogan da campanha nos diz, “falar é a melhor solução”.

Diversas reportagens mostram que pessoas desesperadas, numa atitude impensada, tiram a própria vida ou de membros da família, por não acharem mais luz no fim do túnel, por achar que um problema na empresa, grandes dívidas, falência, podem indicar, para eles, o fim da vida? É preciso falar sobre isso! É preciso ajudar estas pessoas!

Rio de Janeiro-RJ, 29/08/2016 – “Empresário mata mulher e filhos e se suicida no rio” – Jornal Tribuna Ribeirão, 30/08/2016.

Neste caso, o empresário Nabor Coutinho de Oliveira Júnior, de 43 anos tinha recentemente trocado de emprego, após 18 anos como funcionário, decidiu abrir sua própria empresa, que não teve sucesso, e segundo sua carta ele dizia que “falhou”.

Rio Claro-SP, 21/06/2016 – “Dono de empresa que demitiu 223 funcionários é encontrado morto” – Portal G1.com, 21/06/2016.

Neste outro caso, o empresário Luís Antônio Scussolino, de 66 anos, enforcou-se dentro da própria empresa. Segundo o portal, o caso pode ter relação com a demissão em massa que ele foi forçado a fazer, por conta da queda na produção e vendas, e que sentia sua empresa fechar, a longo prazo. A polícia está investigando a ligação dos fatos, mas não está descartada a pressão psicológica como o que desencadeou a atitude do empresário.

Fatos como esse nos entristecem, e não podemos ficar somente lamentando. Precisamos dar apoio a estas pessoas. Uma conversa, um apoio técnico, se você tem conhecimento, para ajudar quem está nesta situação.

O suicídio é um problema de saúde pública, e todos nós devemos nos engajar para ajudar quem está desesperado, sem achar saída para seus problemas.  

Segundo o site da campanha “Setembro Amarelo”, a grande dificuldade neste caso é de identificar quando a pessoa tem estes pensamentos, e também de que a pessoa ouça seus conselhos. Somente um profissional, como psicólogos, psiquiatras conseguirão oferecer um atendimento eficaz.

Se você conhece alguém que tem problemas sérios no trabalho, principalmente se a pessoa é dona do negócio, oriente para que:

1 – Não se desespere: Pare por uns dias o ritmo. Faça um diagnóstico do que realmente está acontecendo e as possíveis, mesmo que remotas, soluções.

2 – Converse com sua família: A família precisa saber, para poder ajudar.

3 – Procure ajuda especializada: Procure serviços de referência como um psicólogo ou psiquiatra.

4 – Mantenha a motivação: O desespero só piora a situação. Busque motivação. É importante também manter a sua espiritualidade.

5 – Estabeleça estratégias: Como melhorar, quanto melhorar, em que prazo.

Por pior que seja a situação haverá uma solução, nem sempre de curto prazo, mas que possa aos poucos devolver o ânimo de trabalho para esta pessoa.

Se um amigo seu estiver passando por esta situação, ofereça ajuda. Contribua com aquilo que estiver ao seu alcance, começando, no mínimo, com uma conversa! Não custa nada, e ajuda. Uma ótima e abençoada semana a todos! 


Saiba mais sobre a campanha Setembro Amarelo em: http://www.setembroamarelo.org.br/

Fonte da imagem: Campanha setembro amarelo.

 

Marcio Godoi

Carreira e Empreendedorismo

Formado em Administração de Empresas pela UnC - Universidade do Contestado. Possui pós-graduação em Gestão pela mesma instituição. Em sua carreira na área da administração trabalhou por 9 anos no setor público, atuando também por mais de 10 anos no setor de comércio e prestação de serviços onde atua atualmente. É professor de Administração. Na coluna Carreira e Empreendedorismo tem o objetivo de orientar profissionais, discutir e comentar assuntos relacionados ao emprego e carreira profissional.